Não caia no golpe do motoboy
Não caia no golpe do motoboy

Conforme o uso da internet vem se intensificando, é fato que os criminosos vêm tentando encontrar formas de aplicar golpes e tirar proveito de outros usuários pela rede. Dessa forma, as ocorrências do golpe do motoboy vem sendo crescentes, fazendo como vítima, principalmente, pessoas idosas.

Segundo o advogado especialista em direito digital, Dr. Jonatas Lucena, o golpe do motoboy consiste em um telefonema, onde o criminosos se passa por um funcionário do banco afirmando que o cartão foi clonado e que a vítima deverá cortar o cartão ao meio, já que será ‘cancelado’.

Em seguida, o falso atendente orienta que a vítima entregue seu cartão ao motoboy que será enviado no endereço, prometendo segurança na operação. Em minutos, o motoboy aparece e leva o cartão com os dados da pessoa, que serão usados ara furtar o dinheiro na conta, realizar compras e causar prejuízos à vítima.

É importante ter consciência que nenhum banco recolhe cartões, mesmo quando cancelado, sendo o ideal, assim bloqueado, quebrar o cartão e jogar no lixo, aguardando pelo recebimento da nova via.

Caso receba essa ligação, não informe seus dados e, por fim, ligue para a sua agência para ter certeza se tudo está certo. Se você caiu no golpe, informe o banco e faça um boletim de ocorrência.

O Dr. Jonatas Lucena revela que, com orientação profissional é possível, na maioria dos casos, encontrar soluções legais e satisfatórias às vítimas dos cibercrimes, por isso, se necessário, conte com o auxílio de um especialista para resolver as problemáticas do universo digital.

Para entrar em contato com o escritório de advocacia do Dr. Jonatas Lucena, acesse o site: https://www.drjonatas.com.br/.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui